sexta-feira, 11 de abril de 2014

“Fael e o Mundo de Papel” é o espetáculo da contação de histórias deste sábado 12.04

Música, truques de mágica e muita poesia. Essa é apenas uma amostra do que os pequenos podem esperar na contação de histórias deste sábado (12), às 11h, no Centro Cultural Sesc Boulevard. O espetáculo “Fael e o Mundo de Papel”, apresentado pelo poeta Carlos Correia Santos, mostra um universo instigante para as crianças, onde a personagem principal é a poesia, dita, contada e cantada.

Além de músicas e mágicas, Carlos Correia também brincará com dobraduras de papel inspiradas nos origamis para contar a história de um menino de papel que sonha em se tornar um personagem de livro. O espetáculo parece trazer um pouco do gosto da infância de Carlos. “Quando menino, eu tinha um hábito muito curioso. Ganhava brinquedos, mas os guardava. Eu gostava mesmo era de fazer bonecos em folhas de papel”, diz.

“Fael e o Mundo de Papel” é o projeto mais recente do Versivox, grupo criado por Carlos Correia em 2013 para incentivar atividades literárias com  a ajuda de suportes como a música e recursos audiovisuais. O objetivo principal do grupo é mostrar que as letras estão intimamente relacionadas com outros canais artísticos, jamais isoladas. O espetáculo será apresentado novamente no dia 26 de abril, também às 11h, com entrada gratuita.

Serviço:

“Fael e o Mundo de Papel”, com grupo Versivox

Datas: 12 e 26 de abril de 2014 (sábado)

Horário: 11h

Entrada franca

Bem-Vindo à Alemanha abre a mostra “Encontro com o Cinema Alemão” neste sábado 12.04


Foto: Divulgação
Vez por outra nos questionamos a qual lugar nosso coração realmente pertence. “Bem-vindo à Alemanha” (2011), filme que inaugura a mostra “Encontro com o Cinema Alemão” neste sábado (12), apresenta justamente esse conflito de sentimentos pelos olhos de uma família turca que se muda para a Alemanha.

Ao contar a história de Hüseyin Yilmaz, um turco que se muda com a família para a Alemanha em 1964, a diretora alemã Yasemin Samdereli mostra como são diferentes as relações de identidade que cada membro do grupo tem com seu país de origem e com a Alemanha.

Hüseyin quer voltar para a Turquia e prepara tudo para consumar a jornada, mas os integrantes mais jovens da família não sentem a mesma paixão pelo lugar, pois não se veem identificados com ele. Com toques de humor e delicadeza, Yasemin mostra que nem sempre é fácil discutir o assunto.

Curiosamente, a própria diretora vem de origem turca. Yasemin Samdereli  nasceu em 1973 em Dortmund, na Alemanha. Estudou na Escola de Ensino Superior para Televisão e Cinema de Munique e trabalhou com gênero televisivos diversificados, de comerciais a seriados. Também participou de produções cinematográficas internacionais, como Jackie Chan is Nobody (1997) e Accidental Spy (2000).

Data: 12 de abril de 2014 (sábado)

Horário: 16h

Classificação: 12 anos

Duração: 95 min

Local: Centro Cultural Sesc Boulevard (Boulevard Castilho França, 522/523 - em frente à Estação das Docas)

Entrada franca, com distribuição de ingresso às 15h
Topo da Página ↑